Começa em: 22/10/2021 as 10:00:00
Termina em: 26/11/2021
Carga Horária: 12 horas
Público Alvo: Comunidade
Área: Educação
Projeto: Usina dos Atos
Gratuito

A oficina busca repensar, de forma decolonial, a pelve enquanto estrutura orgânica, e vital para o equilíbrio, os movimentos mais íntimos e orgânicos e também enquanto tema e objeto de pudor e tabu social. Sempre partindo da experimentação pratica e sensível das estruturas, tamanhos, e possibilidades de ação nos gestos e postura perante a vida, propomos um refletir e vivenciar os quadris com suas estruturas através de exercícios minimalistas e de sensibilizações para os ritmos e caminhos mais internos. Percussões, práticas respiratórias, exercícios isométricos, e investigações sinestésicas e sensoriais, em um convite a um mergulho para dentro em busca dos movimentos mais profundos e talvez até esquecidos. A autonomia na escolha do gesto é um direito inalienável, e é necessário um exercício constante de apropriação do que é nosso de direito.   

 

 

INFORMAÇÕES:

DATAS: 22/10, 29/10, 05/11, 12/11, 19/11, 26/11 (Sextas-feiras)

HORÁRIO: 10h00 às 12h00.

PÚBLICO: Jovens e adultos, com ou sem experiência.

EDUCADORA: Patricia Neves

SOBRE PATRICIA NEVES: Atriz, artista pesquisadora das artes da cena, do corpo e da aprendizagem, performer, contadora de histórias e arte educadora. Formada em Dança Contemporânea pela Escola Livre de Dança de Santo André – 2020; Artes dramáticas pela ETÉC de artes -2015; Método Bertazzo- 2015; e por uma confluência de práticas, estudos, cursos e experiências em danças, pesquisas e métodos somáticos, como: Feldenkrais, Coordenação Motora, Qi Gong, Bharatanatyan; Cavalo Marinho entre outras danças tradicionais Brasileiras; Danças africanas da Guiné; Educação Somática; Técnica e criação em dança contemporânea; Contação de Histórias; contato Improvisação; Graham, entre outros.  Meus últimos trabalhos artísticos: “7 Atos pata Liberdade”- atuação, co-criação e codireção- 2015; Ensaio para um Gesto Orientado com direção de Ivaldo Bertazzo – 2015; “Tudo se Move Até Aqui”, com direção de Bia Sano – 2018 e 2019; “Refrações” – 2019; “Solúveis” com orientação de Bia Sano e Caio Carvalho – 2020 e 2021. Atuo como arte educadora em práticas somáticas, dança e teatro desde 2016 junto a equipamentos públicos e pelo Coletivo Usina dos Atos.

Vagas limitadas.

 

*Todes receberão Certificado Virtual de participação, tendo no mínimo 75% de comparecimento nos encontros.

Pesquise sobre o assunto desejado no Portal Usina dos Atos!