Sua organização tem um projeto de diversidade e inclusão? Que tal ser reconhecida pelas atividades realizadas?

Por Gislaine Vollet
22.07.2020

 

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, apresenta a 3ª Edição do programa Selo de Direitos Humanos e Diversidade.

O Selo de Direitos Humanos e Diversidade é uma iniciativa que embasa a principal missão da pasta que é a de formular, articular e coordenar a Política Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, de forma transversal, interseccional, participativa e com respeito à diversidade, por meio da promoção e defesa de direitos, em benefício da população, com atenção especial às pessoas em situação de vulnerabilidade, visando a uma sociedade justa, igualitária, inclusiva, solidária e intercultural.

Imagem de Sharon McCutcheon por Pixabay

 O Programa ocorre em dois momentos:

• A abertura do edital, a seleção e a premiação das iniciativas;

• A Rede de Acompanhamento no período posterior.

O Selo de Direitos Humanos e Diversidade pretende reconhecer e promover boas práticas de gestão da diversidade e promoção dos direitos humanos, iniciativas promovidas por: Empresa privada; Empresa pública e de economia mista; Órgão público; Organização do terceiro setor e Grupo de organizações. As iniciativas precisam atender a uma ou mais categorias do programa, que estão divididas em:

• Criança e Adolescente;

• Egressos do Sistema Prisional e Pessoas Privadas de Liberdade;

• Igualdade Racial;

• Imigrantes;

• Juventude;

• LGBTI;

• Mulheres;

• Pessoas em Situação de Rua;

• Pessoas Idosas;

• Transversalidades;

• Pessoas com Deficiência;

• Egressos do Sistema Prisional e Pessoas Privadas de Liberdade.

Buscou-se abarcar as temáticas e os públicos atendidos pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, acrescentando mais duas categorias consideradas importantes para uma rede representativa: Pessoas com Deficiência (através de parceria com a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência) e Egressos do Sistema Prisional e Pessoas Privadas de Liberdade.

Além da diversidade de categorias (podendo se inscrever apenas em 1 uma), foram criadas 3 (três) dimensões dentro das quais as iniciativas poderiam ser inscritas. As dimensões foram criadas para permitir atrair diversos tipos de iniciativas e projetos que façam inclusão mas também promoção de direitos humanos, são elas

1)  Inclusão e Gestão da Diversidade – focada na contratação, promoção e proteção dos direitos humanos; 

2)  Responsabilidade Social, buscando iniciativas voltadas à comunidade e sociedade; e 

3) Imagem e Posicionamento, com iniciativas voltadas à comunicação, marketing e desenvolvimento de produtos e serviços.

O período de validade do selo é de um ano e o término de sua vigência coincidirá com o lançamento da edição seguinte. As organizações que participaram em 2019 podem reinscrever os mesmos projetos - a fim de apresentar sua evolução – ou apresentar novas iniciativas.

 

O prazo para a inscrição das propostas é até dia 16 de Agosto. 

 

Para mais informações sobre o programa, acesse o EDITAL completo.

 


Gislaine Vollet

Por Gislaine Vollet

Formada em Magistério. Graduada em Serviço Social e Pedagogia. Pós-graduada em Psicopedagogia, Ensino Lúdico e Gestão de Projetos Sociais. Tem ampla experiência nas áreas de formação.

Pesquise sobre o assunto desejado no Portal Usina dos Atos!